O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) agrupa as disciplinas nas chamadas áreas do conhecimento (Linguagens e Códigos, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática). História faz parte da prova de Ciências Humanas e divide espaço com Geografia, Sociologia e Filosofia. 

Veja também: temas que mais caem no Enem

O Inep, organizador do Enem, prepara o edital do exame com a matriz curricular prevista para as provas, ou seja, os assuntos de cada disciplina que podem ser cobrados nas questões objetivas. Com um conteúdo tão vasto, uma maneira de ter sucesso no Enem é priorizar o estudo dos assuntos que mais caem nas provas.

Pensando nisso, professor Pedro Ivo fez uma lista para o Brasil Escola com os temas de História que são recorrentes no exame. Confira!

1 – Africanos

  • Escravização africana: a mão-de-obra escrava foi a que mais atendeu aos interesses do Brasil Colônia
  • Cultura africana: a cultura brasileira tem grande influência da cultura africana em aspectos como vocabulário, música, dança, culinária e religião

2 – Segundo reinado – Governo de Dom Pedro II (1840 a 1889) 

3 – República Oligárquica

4 – Era Vargas

5 – Ditadura Militar

  • Discursos dos Militares: facção castelista e facção linha dura
  • Redemocratização
  • Milagre Econômico: nome dado ao rápido crescimento na economia brasileira entre 1968 e 1973 (assunto que tem bastante espaço no Enem). Crescimento econômico com entrada de capital internacional em grande quantidade.

6 – Indígenas

Dicas

Agora que você já sabe quais os principais temas que caem no Enem em História, que tal conhecer a estrutura da prova de Ciências Humanas? O caderno de provas tem um texto de apoio que é utilizado por uma ou mais questões. As questões, por sua vez, contam com enunciado baseado na coletânea e cinco alternativas. 

Veja também: Temas de Matemática mais caem no Enem e como estudar para a prova

Uma forma eficaz de treinar seus estudos é resolver questões anteriores do Enem. O Brasil Escola tem as provas e gabaritos de 2009 a 2018 para que você possa conhecer a estrutura do exame e não ter surpresas na hora do Enem! 

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Em relação ao conteúdo, Pedro Ivo destaca que o Inep passou a equilibrar interpretação e conhecimento do conteúdo no Enem de 2015. Uma dica do professor é que o estudante procure a alternativa que melhor dialogue com o texto, focando na leitura detalhada da coletânea de apoio e dos enunciados. 

Exemplo: 

Questão X: No início foram as cidades. O intelectual da Idade Média – no Ocidente – nasceu com elas. Foi com o desenvolvimento urbano ligado às funções comercial e industrial – digamos modestamente artesanal – que ele apareceu, como um desses homens de ofício que se instalavam nas cidades quais se impôs a divisão do trabalho. Um homem cujo ofício é escrever ou ensinar, e de preferência as duas coisas a um só tempo, um homem que, profissionalmente, tem uma atividade de professor e erudito, em resumo, um intelectual – esse homem só aparecerá nas cidades. 

                LE GOFF, J. Os intelectuais da Idade Média.       

 Rio de Janeiro: José Olympio, 2010        

O surgimento da categoria mencionada no período em destaque no texto evidencia o (a):

a) apoio dado pela Igreja ao trabalho abstrato
b) relação entre desenvolvimento urbano e divisão do trabalho <- correta

c) importância organizacional das corporações de ofício

d) progressiva expansão da educação escolar

e) acúmulo de trabalho dos professores e eruditos

Resolução: O enunciado pergunta sobre a categoria mencionada no texto, ou seja, o intelectual da Idade Média. Entre as opções apresentadas, a letra B é a que é citada no contexto do material de apoio “Foi com o desenvolvimento urbano ligado às funções comercial e industrial – digamos modestamente artesanal – que ele apareceu, como um desses homens de ofício que se instalavam nas cidades quais se impôs a divisão do trabalho“. 

Fonte Oficial: UOL Educação.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Melhores Escolas.

Comentários